Image by Hillshire Farm
Image by Hillshire Farm

DIREITO TRABALHISTA

Apesar da evolução dos direitos trabalhistas para as mulheres, ainda se enfrenta um questão muito problemática: a jornada dupla.

 

O que mais afasta as mulheres do mercado de trabalho é a maternidade: 50% das mulheres que se tornam mães ou são demitidas ou saem de seus trabalhos até seus filhos completarem um ano de idade.

 

O que podemos fazer para mudar esse cenário? Aparentemente, mulheres e homens têm os mesmos direitos. Na prática, é bem diferente.

DIREITO TRABALHISTA

A área de Direito do Trabalho trata das regulamentações das relações do trabalho e das obrigações e direitos decorrentes dessas relações. Assim, entre os principais tópicos desse atendimento estão princípio da proteção, primazia da realidade, continuidade da relação de emprego, garantia que o trabalhor receba seu salário de forma justa e que faça jus à sua atuação, de maneira estável e segura.

 

Falar em Direito do Trabalho de uma perspectiva feminista é observar a realidade de como se constituem as relações de trabalho no Brasil, a violação de direitos que acontece de forma comum na vida dos trabalhadores, principalmente observando-se a estrutura do trabalho do Brasil, de origem escravocrata e colonialista. Garantir às mulheres seus direitos de trabalho é fundamental, assim como justas jornadas de trabalho, revisão do trabalho não remunerado do cuidado à vida e à primeira infância (maternidade) assim como da estrutura de trabalho escravocrata.

 

Abaixo, você pode ver alguns dos temas dentro dessa área, para me acionar quando for necessário:

 

  • Assédio sexual;

  • Assédio moral;

  • Igualdade salarial;

  • Discriminações com base no gênero;

  • Discriminações com base na raça;

  • Direitos da mulher gestante e lactante;

  • Demais direitos trabalhistas.

Natália Escritório.png

O olhar de uma advogada feminista é diferenciado. Mas em qual sentido? No recorte de raça, gênero e classe. A forma de ouvir essa mulher, os detalhes da história, da narrativa, como toda essa história aconteceu e de desenvolveu. O olhar muda. O sistema, muitas vezes, não, serei sincera. É burocrático, pede tempo e paciência e não favorece.

Mas dentro do real, ele é o que se mostra como possibilidade muitas vezes de segurança e do que é justo.


Eu sou Natalia Veroneze. Uma advogada que luta pelas mulheres, com recorte de raça, classe e gênero.